Notícias

Cortes de energia, buracos, falta d´água e desemprego: ‘Batatais vive um verdadeiro caos’

Nos últimos dias a população de Batatais tem vivido um verdadeiro caos, no que se refere principalmente aos serviços públicos oferecidos.
As chuvas já estão chegando e, infelizmente, as ruas e avenidas de Batatais estão com as mais variadas crateras, que causam acidentes, que danificam os veículos e demonstram a ineficiência da Administração Municipal, uma vez que já estamos em Outubro, com 10 meses da atual gestão. Dizer que é culpa do Prefeito anterior já não pega mais. No quesito abastecimento de água, que apresentou avanços nos últimos anos, também vem apresentando instabilidade. Quebra de bombas sem equipamentos reservas para troca imediata. Poço artesiano do Novo Sistema Garimpo perfurado, esperando a conclusão dos reservatórios e interligação da Rede, parado. Enfim, com muita demora na tomada de atitudes quem sofre é a população.
Nessa semana, especificamente na quinta-feira, 5 de Outubro, mais de duas horas sem energia elétrica na maior parte da Cidade. Como a estrutura da Concessionária de energia é muito menor, do que na época que existia em Batatais uma central de atendimento, com equipes sempre de prontidão, quando das ocorrências com maior gravidade a espera é sempre maior.
Quem perde é a população de uma forma geral, mas principalmente os industriais e comerciantes. Quem paga pelos prejuízos causados?
Os problemas se avolumam em outros setores, mas, por fim, destacamos a falta de oportunidades de emprego.
O Novo Distrito Industrial com mais de cinco anos de espera por finalização da infraestrutura; projetos de Qualificação Profissional dependem de Instituições como o Sindicato Rural, uma vez que o Poder Público não toma iniciativas nessa área, vital para formar mão de obra e tirar esse peso das costas dos empregadores.
Nossa Cidade precisa da ‘Melhor Administração que Batatais já teve’, uma fala utilizada pelo então candidato José Luis Romagnoli, durante o período eleitoral, que por sinal já tem mais de um ano.
A situação financeira ruim do País, culpada por praticamente todos os problemas que o nosso Município passa, tende a melhorar e o que a comunidade espera é mais atitude e mais criatividade.